Miley comemora hoje, 23 de novembro, 27 aninhos! E em todos estes anos, ela coletou vários momentos marcantes e conquistas em sua história no Brasil e no mundo. Por isso, para celebrar esta data, nossa equipe separou 10 marcos para relembrarmos nessa data querida (pode ler no ritmo).

Party in the USA

Todo mundo conhece Party in the USA, principalmente quem mora nos EUA. A canção que foi lançada como single do EP The Time of our Lives em agosto de 2009, todo ano, no dia 4 de julho, volta ao topo das paradas no país estadunidense como parte da comemoração do Dia da Independência. Para se ter uma noção, a música é 7x platina no país.

A música bem dançante, apesar de lançada por Miley, foi escrita por Dr. Luke, Claude Kelly e a incrível Jessie J e entrou no top 10 de oito países simultaneamente na época de seu lançamento. Até hoje é considerado um dos singles mais vendidos dos EUA.

O clipe da música é uma inspiração do filme musical Grease de 1978 e fez parte de todas as suas turnês desde então: Wonder World (2009), Gyspsy Heart (2011), Bangerz (2014) e teaser da Milky Milky Milk. Além disso, sua performance mais marcante foi no Teen Choice Awards do mesmo ano de lançamento, em que Miley dançou num pole dancing e começou a mostrar sua personalidade mais sensual e abusada que rendeu outros grandes marcos de sua vida e carreira.

Já dá vontade de levantar e fazer a coreografia!

A Última Música

The Last Song, filme de 2010, sem dúvida, foi como um recomeço na carreira de Miley. Prestes a finalizar a série “Hannah Montana”, a Disney foi atrás de novas oportunidades para Cyrus, algo que introduzisse ela a público menos infantil. Foi aí que surgiu a oportunidade de Miley trabalhar com Nicholas Sparks, quando ele desistiu de um romance para um público de +50 para criar um novo roteiro e livro adolescente.

O filme, onde Miley e Liam se conheceram, conta a história de um pai, uma filha rebelde e algumas semanas de férias. A emoção fica à flor da pele, um romance de sessão da tarde de arrepiar. Além disso, contava, em sua trilha sonora, com a música “When I Look at You”, uma das emocionantes cantadas por Miley. O filme arrecadou cerca de US$88,9 milhões.

Can’t Be Tamed

Can’t be Tamed foi o marco inicial da nova fase de Miley depois dos seus longos anos na Disney e foi o último disco com selo da Hollywood Records. Podemos concordar que foi um choque para quem estava acostumado com a imagem dela de Hannah Montana e a própria recebeu muitas críticas por conta dessa drástica mudança, tanto de voz como looks.

A própria Miley, aos seus 17 anos, disse a respeito da música: “é sobre você se libertar de qualquer coisa que você pensa que está presa. E eu acho que é muito importante, especialmente para garotas, porque muitas pessoas dizem ‘Não, você não pode fazer isso’ ou ‘você precisa ser isso porque seu pai e sua mãe e professores falaram’” relatou a cantora. A música foi lançada em maio de 2010 e debutou em terceiro lugar no Billboard 200.

Que pássaro, meus amigos! Nunca mais deixou de voar!

The Grammy Award

Após o lançamento do álbum “Bangerz”, primeiro álbum com a gravadora RCA Records, Cyrus colecionou inumeros recordes e indicações em importantes premiações. Uma dessas premiações foi para o Grammy Award.

Misturando melodias como as de “FU”, “Someone Else”, “My Darlin'”, “Drive” e “Wrecking Ball” à sua potente voz, Miley conquistou em 2015 uma vaga entre os indicados a categoria “Best Pop Vocal Album”, concorrendo ao lado de artistas como Ariana Grande, Katy Perry e Coldplay.

Infelizmente Miley não levou o prêmio, mas finalmente teve seu trabalho merecidamente reconhecido pela academia. Esperamos que os críticos do Grammy tenham bom senso mais vezes, mas anda sendo difícil.

Video Music Awards

O meme a “divulgação tá pesadisisma” nunca se encaixou tão bem como na era Bangerz de Miley Cyrus, tanto, que a performance do Video Music Awards em 2013 é lembrada até hoje e se tornou um dos maiores atos da música pop dessa década.

A cantora começou a performance vestindo uma roupa de ursinho e fazendo suas famosas caretas com a língua para fora e cantando “We Can’t Stop” depois, veio os momentos que entraram para a história… Miley ousou e ficou apenas com um topper e uma “calcinha”, um dedo de espuma e dançou ao som de “Blurred Lines”.

A performance foi vista com maus olhos pela mídia e até por vários famosos que compareceram à premiação. A cantora recebeu diversas críticas por esse momento e até hoje, muitas pessoas lembram do que aconteceu. Mas de fato, a performance foi um grande divisor na carreira de Miley e entrou pro hall da fama de momentos icônicos do mundo pop. A apresentação de 2013, também rendeu muitos memes e virou fantasia de Halloween, inclusive, Harry Styles, se vestiu de Miley para as festas daquele ano.

Miley tem uma boa relação com o VMA se assim pode se dizer, em 2008 fez sua primeira participação da premiação, em 2012 chamou a performance de P!nk, em 2013 veio a grande polêmica. Chegando em 2014, recebeu o premio mais importante da noite, “Vídeo do Ano”, com Wrecking Ball, onde um morador de rua foi receber o prêmio e fez um discurso emocionante. Em 2015, foi a apresentadora da noite, fez uma performance de “Doo It” e lançou de forma gratuita o disco “Miley Cyrus and Her Dead Petz” e claro, rolou também a treta com Nick Minaj. “Miley what’s good?”. Em 2017, durante a divulgação do álbum “Younguer Now”, se apresentou cantando “Malibu” e em 2019, de surpresa, performou “Slide Away”.

Miley e o VMA possuem uma relação animadora, exitante, assustadora e que deixa todos atentos para o que virá. A gente já fica aqui esperando por 2020 para saber o que pode acontecer.

Hannah Montana

Hannah Montana estreou no Disney Channel em 24 de março de 2006. O seriado estrelado por Miley Cyrus contava a história de uma adolescente do ensino médio que levava uma vida normal mas ao mesmo tempo era uma estrela do pop. A mesma contava sempre com a ajuda de sua família e seus amigos inseparáveis Lily e Oliver.

O seriado é considerado até os dias atuais como uma das séries de maior sucesso e audiência da Disney tendo alcançado a marca de mais de 700 milhões de telespectadores globalmente. A renomada revista americana Forbes disse que se a audiência de Hannah Montana fosse um país,seria o quinto maior país do mundo.

A série rendeu 4 temporadas e 2 filmes, estabelecendo recordes de bilheteria nos cinemas com os filmes Hannah Montana e Miley Cyrus Show: O melhor dos dois mundos e Hannah Montana: O Filme.

Além do sucesso estrondoso na TV e no cinema, Hannah Montana também escalou as paradas de sucesso com suas músicas da trilha sonora. A série emplacou três discos em #1 na Billboard 200, diversas músicas na Billboard Hot 100 e mais de 13 milhões de discos vendidos mundialmente. O faturamento com o seriado ultrapassou a marca de mais de 1,5 bilhões de dólares.

Wrecking Ball

Wrecking Ball pode ser considerado um dos maiores sucessos da carreira de Miley. O clipe, lançado em 9 de Setembro de 2013 e dirigido por Terry Richardson, polemizou desde o primeiro segundo com Miley nua balançando em cima de uma bola de demolição.

Foi um clipe muito bem recepcionado pelos críticos da música e inclusive ganhou prêmio de “Melhor Vídeo do Ano”, no VMA’s!

Na época (até 2014) tinha o recorde de vídeo mais assistido em 24 horas na Vevo, superado depois por outros artistas. E não para por aí… foi com Wrecking Ball que Miley alcançou seu primeiro #1 no Billboard Hot 100 e ficou por lá durante 14 semanas (!!!). A música ainda alcançou #1 no iTunes em mais de 75 países, sendo assim um sucesso instantâneo.

Um clipe sincero e emotivo que finalmente, em Abril desse ano, alcançou a marca de 1 BILHÃO de visualizações tornando-se o maior sucesso de Miley dos últimos tempos!

Miley Cyrus And Her Dead Petz

Há quem ame, há quem odeie, mas o que precisamos concordar é que a Era Dead Petz foi um marco na carreira de Miley. Mas a Era “Bicho Morto” (como é chamado por muitos fãs) foi muito além do lançamento gratuito de um álbum de Miley Cyrus repleto de músicas inéditas, lançamento esse que ocorreu ao vivo no palco do VMA’s em 2015.

Muito antes disso, Cyrus já postava fotos (e montagens bizarras) toda alegre fazendo suas pulseirinhas de miçangas, com dreads no cabelo e mergulhando cada vez mais no mundo psicodélico de Wayne Coyne. Após o lançamento de “Miley Cyrus & Her Dead Petz”, a cantora embarcou em uma mini-turnê realizando shows em teatros nos EUA, usando trajes e objetos ousados e provocantes, geralmente com cunho sexual. Calma, não estamos criticando (descansa militância).

Mas é injusto dizer que o álbum, que dois anos depois foi comprado pela RCA Records e disponibilizado oficialmente nas diversas plataformas de stream, não tenha trazido coisas boas. Você talvez tenha que escutar melhor “Space Bootz”, “Fweaky”, “1 Sun”, “Karen Don’t Be Sad”, “I Get So Scared” e “Bang Me Box”. Sendo assim… ESCUTE DE NOVO!

The Happy Hippie Foundation

Por meados de 2014/2015, Miley iniciou a criação de sua própria fundação. O anúncio oficial veio pouco depois do VMAs 2015, onde a cantora recebeu o prêmio de Vídeo do Ano por “Wrecking Ball” e levou um morador de rua para receber o prêmio em seu lugar.

A “Happy Hippie” é uma fundação que ajuda pessoas da comunidade LGBT em situação de rua, criando projetos e aumentando a rede de ajuda à comunidade. Inicialmente para a arrecadação de fundos, Cyrus convidou cantoras como Joan Jett, Melanie Safka e Ariana Grande para gravar uma sessão de Backyard Sessions no quintal de sua casa e os lucros foram destinados à Happy Hippie.

A fundação está de pé desde 2015 e continua ajudando aqueles que dela precisam, mostrando novamente o ser humano incrível que Miley Cyrus é.

Miley nas Novelas Brasileiras

2019 é o ano da Miley nas novelas brasileiras. Hoje chegou ao fim “A Dona do Pedaço” que teve desde o início um dos últimos lançamentos da cantora: Nothing Breaks Like a Heart. A canção, do músico britânico Mark Ronson, foi lançada há um ano atrás, 29 de novembro de 2018, com um clipe fenomenal em que mostra Miley numa sequência perigosa dirigindo por ai.

A música estreou em 67 no Billboard Hot 100. No Reino Unido, o single estreou no número 10 no UK Singles Chart. Em sua segunda semana, a música subiu para quatro, tornando-se a quinta e a sexta top 10 de Cyrus no chart.

Quando todos estávamos tristes de não ouvir mais a música de repente na sala de casa com os pais assistindo a novela, agora vem Slide Away em “Amor de Mãe”, a nova novela das 9. Ao contrário de Nothing Breaks Like a Heart, já imaginamos cenas tristes com a música que veio como uma bomba e o clipe mais bombástico ainda logo após o término do relacionamento e casamento de Miley com Liam Hemsworth.

Cuidado com esse carro, muié!
Haja referência, né?

Por Bruno Nascimento, Débora Brotto, Elton Junior, Giovanna Bianchi, Isadora Salines, Lara Moraes e Larissa Vilarinho.