Confira nova entrevista concedida por Miley Cyrus à rádio Kiss


Com o lançamento de seu novo single Malibu, Miley concedeu diversas entrevistas nessa quinta-feira, 11/05, e uma delas foi à rádio Kiss dos Estados Unidos.

Confira abaixo tudo o que a cantora falou:

Ent: Como você está se sentindo sobre sua música, Malibu?

Miley:“Ah você sabe, é louco eu estar aqui em Malibu agora, sendo o primeiro dia do começo do processo de lançamento dessa música e apresentando para as pessoas o meu novo som. Eu passei a manhã toda conversando com pessoas ao redor do mundo… e é muito irônico mas também perfeito pra mim, porque eu realmente queria que essa música fizesse com que as pessoas que não andam todas as manhãs na praia, sentissem que elas fazem parte disso e da minha vida. E eu estou um pouco nervosa, mas em um bom sentido, eu acordei com borboletas no estômago… eu mal consegui dormir porque não posso acreditar que realmente está acontecendo e eu acho que toda vez que minha música muda e eu mudo e cresço, eu acho que… sabe eu realmente tento não me importar com o que as pessoas pensam, e sim em ficar feliz comigo mesma. É um sentimento muito estranho, porque essa música que eu escrevi em Junho do ano passado, está sendo lançada agora, quase Junho desse ano, ela está sendo lançada e as pessoas finalmente vão ouvi-la e é sempre intenso compartilhar isso e é algo que já faz grande parte da minha vida pessoal e essa música significa muito pra mim, sabe, colocar isso pra fora, mostrar pras pessoas e deixar elas verem como eu to me sentindo e como eu sou agora, é muito profundo”.

Ent: E eu queria saber, podemos falar que esse é o seu projeto ou música mais “você” até hoje?

Miley: “Sabe, mesmo que eu esteja distante da pessoa que eu fui na TV, ou que agora eu me sinta muito distante daquela pessoa que escorregou em sua própria língua e que voou em cima de um hot dog… eu também me sinto muito diferente da pessoa que se vestiu de unicórnio em sua última turnê… mas eu sou essas pessoas e eu acho que todas essas partes de mim estão nessa música e estão criando, como você disse, algo mais “eu”, porque eu também sou muito influenciada pela minha própria jornada, então eu acho que criei uma versão muito balanceada de eu mesma. E sem jogar fora a parte importante do quanto eu amei fazer Bangerz, o que significou pra mim, e as influências dos meus brilhantes colaboradores, e ser capaz de tirar partes do que eu aprendi com todo mundo que eu trabalhei minha vida toda e colocar isso em um único projeto”.

Ent: Sim, e eu sinto que você mergulha com força total em todos os seus projetos, como por exemplo o Happy Hippie, o que você faz por essas pessoas é maravilhoso.

Miley: “Muito obrigada. Essa música mesmo sendo chamada de Malibu, é sobre amor, meu amor pela natureza e também é sobre o meu amor por liberdade. Uma parte da música diz “agora eu sou tão livre como pássaros ao vento”, e para mim, essa música é uma continuação do Happy Hippie, o que eu queria não era ser a fundadora do Happy Hippie e separado disso, ser uma artista, e que minha música não tivesse nada a ver com a minha fundação. Essa música, mesmo que eu não esteja falando sobre os direitos LGBT, sobre a minha fundação ou algo a ver com os desabrigados, na verdade eu estou, porque eu espero que minhas palavras e a minha música mostrem que eu estou falando de amor e sobre se sentir livre e mesmo que essa música se torne algo como “essa é a música mais honesta sobre amor”, isso é sobre o meu amor pela vida, meu amor pela natureza. A música é realmente sobre isso”.

Fonte | Tradução por: Giovanna Bianchi

Postado por Giovanna Bianchi
Em Entrevistas
7 meses atrás

/ Veja também
/ Comentários