EntrevistasHappy Hippie

“Me deu um significado para tudo”, diz Miley Cyrus sobre a Happy Hippie Foundation

By outubro 12, 2016 No Comments

tumblr_nq0fizwhqx1uxcda4o1_1280bMiley Cyrus teve uma reviravolta em sua vida após a performance como uma ursinha de pelúcia dançante nos VMAs de 2013, gerando escárnio e cobertura midiática sem fim. “Pareceu errado eu ter tido tanta atenção, e havia tanta gente no país que não tinha um lugar para morar,” Cyrus diz. “Eu queria chamar atenção para o que era realmente importante.”

No ano seguinte que compareceu ao VMA, acompanhada de um homem desabrigado de 22 anos chamado Jessie Helt, quem foi ao palco receber o prêmio de Cyrus por “Melhor Vídeo do Ano”, fazendo um discurso sobre desabrigados para 13,7 milhões de espectadores. O gesto foi inspirado no Oscar de 1973, no qual Marlon Brando levou o ativista nativo-americano Sacheen Littlefeather para receber seu prêmio.

“Achei que aquilo foi a melhor coisa que já vi,” Cyrus conta. “Finalmente, alguém fez aquilo não ser só sobre eles.”

Falando sobre a Happy Hippie Foundation, a qual Cyrus fundou em 2014 sem fins lucrativos para fornecer necessidades básicas e apoio aos jovens desabrigados, a comunidade LGBTQ, e outras populações vulneráveis. O grupo, trabalhando com a base em Los Angeles, My Friend’s Place, já doou 40.000 refeições, 20.000 lanches e 40.000 pares de roupas íntimas e meias para crianças desabrigadas nos últimos 2 anos.

A fundação tem parceria com Gender Spectrum para criar grupos de apoio a 1.300 jovens transgêneros e suas famílias; MAC AIDS Fund, para ajudar pessoas transgêneras soropositivas em L.A e São Francisco, também suporte médico domiciliar; e Zebra Coalition, que ofereceu aconselhamento e apoio imediato aos sobreviventes da última tragédia em Orlando.

Miley tem sido a voz da organização e encarna seu espírito; isso inclui entregar garrafas de água e biscoitos para pessoas sem-teto que passam por ela na rua.

“Eu acho que encontrei um propósito para fazer as coisas,” diz Cyrus, que é mentora no “The Voice” e lançou recentemente um álbum, com 23 músicas, totalmente grátis.

“Isso foi o que eu quis fazer. É o que me faz feliz. E é isso que Happy Hippie é: fazer o que quiser, ser feliz e não machucar ninguém. Me deu um significado para tudo.”

Fonte | Tradução: Lucas Gomes – Equipe MCBR