EntrevistasVMA

Miley fala sobre o VMAs e “Nicki Minaj X Taylor Swift” em entrevista para o New York Times

By agosto 27, 2015 No Comments

Eles disseram ‘essa é sua festa’“, disse a senhora Cyrus, de 22 anos, sobre o canal do Video Music Awards, que ela irá apresentar no Domingo diretamente do Microsoft Theater, a partir das 21:00 hs. E ela está levando a MTV para seu lado, ajudando a planejar um show que ela promete ser “psicodélico” e “natural”, diferente de qualquer outro.

Eu não quero que esse VMAs seja como as edições anteriores“, disse Cyrus, enquanto trabalhava em seu estúdio em casa, onde ela está gravando o que ela chama de “música de vanguarda” com Wayne Coyne. “Ano passado não havia sequer um anfitrião, então não havia energia“.

Sobre as últimas vezes em que Cyrus esteve no palco do VMAs: há dois anos, ela se apresentou com a língua para fora, com ursos de pelúcia gigantes (saindo de um, inclusive), dançarinas negras, um dedo de espuma e um pequeno “esfrega” em Robin Thicke – levando a mil pensamentos sobre vadia-indigna, apropriação racial e o significado do twerk. No ano seguinte, quando ela ganhou o prêmio de “Vídeo do Ano” com “Wrecking Ball“, ela enviou um jovem sem-teto para falar com seriedade em seu lugar.

Este ano, Cyrus terá a chance de provocar novamente, mas como apresentadora ao invés de performer, ela terá mais controle (e tempo), dando o tom ao show. A premiação também contará com Kanye West recebendo o Michael Jackson Video Vanguard Award, juntamente com performances de Weeknd e a volta de Justin Bieber.

O que você pensa quando se lembra do Video Music Awards 2013? 

Tudo o que eu já fiz foi verdadeiro para mim no momento em que fazia. Mesmo no meu programa de TV (Hannah Montana) – quando eu comecei, tinha 12 anos, e foi um sonho para mim. Então essa foi a minha verdade naquele momento.

Eu saindo daquele urso de pelúcia, para mim, não era apenas um urso de pelúcia. Meu pai sempre me explicou que você entra em sua felicidade. Isso é meio parecido com o que eu estava fazendo. Quando a barriga do urso se abriu, eu estava literalmente saindo – meu show acabou, e então eu realmente não trabalhei nos dois anos seguintes. Foi quando eu fiz a minha maior auto exploração. Essa performance foi um modo de dizer “Eu só vou fazer o que me fará feliz”. Naquele momento, isso era o que realmente me fazia feliz.

Por que as pessoas pensam que foi tão chocante?

Quando você assiste a performance agora, parece que eu estou jogando amarelinha. Comparado com o que eu faço agora, aquilo foi nada. Eu não consigo acreditar que foi grande coisa. Não foi absolutamente chocante.

Eu estava no estúdio com Kanye [mais tarde] naquela noite, e nós assistimos novamente e não dissemos nada. Ele estava tipo “Isso foi doente”. Nós acordamos no dia seguinte, e ele disse “Whoa”. Ele ligou e disse “Ligue a TV”. Eu estava hospedada no Trump Hotel e Donald Trump literalmente me ligou e disse basicamente “eu sei que todo mundo está falando sobre isso, mas eu amei”. Eu não tinha a menor ideia do que alguém estava falando sobre isso.

Mesmo pessoas ao meu redor realmente me julgaram. As pessoas que eu realmente amava e achava que eram meus amigos me julgaram por isso. Eles estavam tipo “Você estava drogada quando fez aquela performance”. Eu não fiz nada! Eu ainda não entendo.

O Twerk se tornou o assunto mais falado da nação.

Cara, isso foi insano. Me tornei essa garota. Eu era o rosto do twerk, o que realmente não importa. Não era disso que se tratava.

Qual foi sua relação com Robin Thicke depois disso?

Eu realmente não o conhecia muito antes, e eu realmente não o conheço muito agora. Foi engraçado, ele agiu como se não soubesse que isso ia acontecer. Você estava nos ensaios! Você sabia exatamente o que ia acontecer! E ele foi, na verdade, o único que aprovou minha roupa, então eu achei que foi realmente muito engraçado. Ele queria que eu ficasse nua o máximo possível, porque seu videoclipe foi assim. Minha parte – We Can’t Stop – foi tudo sobre mim. Mas quando chegou em Blurred Lines, a performance foi dele.

Você se sente desafiadora sobre isso?

Eu continuo amando isso. Mas agora eu assisto isso, e vejo alguém que não sou eu agora.

Quem era aquela garota?

Eu sabia quem eu era, e eu sabia o poder que eu tinha, mas eu acho que não tinha percebido o meu poder total até o show. Eu não sabia que podia causar uma reação tão grande. Eu não achei que muitas pessoas se importariam. E eu sabia que era famosa, mas não sabia o que aquilo significava. Tudo estava chegando a um fim e começando um novo começo. De todas as formas.

Você sente que perdeu o controle da sua própria narrativa?

Eu sinto que esses momentos são momentos de apagão. Eu me lembro de saber na noite anterior que essa seria a primeira vez que eu performaria dessa maneira. Mas eu não esperava que se tornaria o que se tornou. Quando aconteceu, algo estalou em minha mente: todas as pessoas me notam? Se eu estou sendo notada por todas essas pessoas, o que eu vou realmente dizer? O que eu vou dizer não é “balance sua bunda”. Mas mesmo se você ouvir We Can’t Stop, não é da mesma forma que eu estou dizendo agora, mas a música está realmente dizendo a mesma coisa: Eu vou fazer o que eu quiser. Agora eu sei como dizer isso em minhas próprias palavras, não apenas em forma de hit.

Como foi a conversa que começou a te trazer de volta ao Video Award?

Van Toffler, diretor da MTV, esse foi seu último ano. Ele está indo embora, e consequentemente não pode ser demitido. Ele estava tipo “Eu quero fazer algo louco – Eu quero que você apresente o VMAs, porque quero que seja meu estrondo final.

Você já pensou “Eu já fiz minha parte no VMAs”?

Não, eu quero fazer isso de imediato. Eu amo o VMAs, eu amo a MTV. Eu não costumo assistir, mas as vezes em que eu assisti eu amei.

Será que você tem um monólogo de abertura?

Seth Rogen e sua equipe nos ajudou a escrever bastante. Jen Stark fará a minha introdução, então eu estou saindo de uma de suas peças. O que eu estou tentando fazer é criar o meu Instagram – que as pessoas gostam de pensar que é estranho – na vida real. É deixar as pessoas em meu mundo.

Você estava preocupada que esse Video Award fosse apenas refazer constantemente o material de 2013?

Eu não iria deixá-los fazer isso.

Então você não vai fazer piadas sobre o seu twerk com Robin Thicke?

Não. Eu não topei fazer isso para chegar lá e fazer piadas sobre o passado.

O que você achou da controvérsia de Nicki Minaj em torno do VMAs – que ela estava chateada por Anaconda não ser indicado ao Vídeo do Ano?

Eu vi isso. Eu realmente não entendi. Eu realmente não sei. Há uma maneira de falar com as pessoas…

Sabe o que ela disse?

Ela estava dizendo que todo mundo que foi indicado era branco e loiro, certo? E, então, Taylor Swift intrometeu.

Talvez ela estava aludindo “Wrecking Ball” também, dizendo que quando uma menina branca nua quebra o recorde da VEVO ela é nomeada.

Você sabe o que eu sempre digo? Não que isso seja inveja, mas a inveja faz o oposto do que você quer. As pessoas se esquecem de como as escolhas que elas fazem e como elas tratam as pessoas na vida te afeta de uma forma muito grande. Se você fizer as coisas com o coração aberto e se aproximar das coisas com amor, você será ouvido e eu respeitaria a sua declaração. Mas eu não respeito a sua declaração por causa da raiva que veio com ela.

E não é raiva tipo “Gente, eu estou frustrada com algumas coisas que são um problema maior”.

Você fez isso sobre você. Não é para soar como uma vadia, mas isso é tipo “Ah, eu não recebi meu VMA”.

Mas ela estava…

Se você quer fazer isso sobre raça, há uma maneira que você poderia ter feito isso. Mas não apenas fazer sobre si mesma. Diga: “Esta é a razão pela qual eu acho importante ser nomeada. Há meninas em toda parte com esse tipo de corpo”.

Eu acho que ela disse isso.

O que eu li soou muito Nicki Minaj, que, se você sabe Nicki Minaj não é muito gentil. Não é muito educada. Eu acho que há uma maneira de falar com as pessoas com abertura e amor. Você não tem que começar essa guerra de estrela pop com estrela pop. Tornou-se Nicki Minaj e Taylor Swift em uma luta, então a história agora não é nem mesmo sobre o que você queria que fosse. Agora você apenas proporcionou ao E! News: “Briga! Taylor e Nicki estão nessa”.

Eu sei que pode parecer tipo “eu não sei o que estou falando porque eu sou uma estrela pop branca”. Mas eu sei as estatísticas. Eu sei o que está acontecendo no mundo. Mas, para ser honesta, não acho que a MTV tenha feito isso de propósito.

Você tem vídeos favoritos dessa edição?

Eu realmente nem sei muito sobre as indicações.

Bad Blood, Alright de Kendrick Lamar, Ed Sheeran…

Eu gosto do que Kendrick fez. Eu realmente não conheço muitos destes. Eu realmente não ouvi muitas destas músicas. Eu sou provavelmente a apresentadora mais desinformada da história. Eu não tenho TV. Eu tenho Apple TV. Eu sou a garota de 22 anos que é tipo “O que é TV?”.

Fonte: The New York Times