01.04.2015

nick

Miley Cyrus, em entrevista por telefone na noite de ontem (31/3), conversou um pouco com o repórter Ken Baker, do canal de entretenimento americano E!, e contou detalhes sobre suas próximas canções e ainda tratou de um tema um tanto polêmico: virgindade.

A rainha do twerking, que agora está focada em sua instituição de caridade “Happy Hippie” conversa com o E! News sobre a instituição, o quanto isto influencia sua música e sobre sexualidade, dando como exemplo sua primeira vez, revelando detalhes chocantes, mesmo sendo a Miley Cyrus.

Tivemos a ideia de iniciar a fundação no ano passado. Estive preocupada com alguns jovens nas ruas da Califórnia e decidi que, já estou ganhando tanto, poderia ajudar aos que precisam e estão bem perto de mim.“, disse Miley. “Após meu último álbum, as pessoas não esperam que eu possa fazer canções realmente sentimentais… Tudo o que eles me viram fazer nos últimos dois anos foi twerk e músicas que não são realmente o meu estilo, eles não viram o que posso fazer quando estou com The Flaming Lips, cantando com meu coração e fazendo canções psicodélicas, que combinam bem mais comigo.

Miley admitiu ter estado um pouco cética no início sobre esta nova fase em sua carreira, mas depois do sucesso do single “Lucy in The Sky With Diamonds“, em 2014, a cantora disse ter se sentido estabelecida no cenário do rock-psicodélico. Ela também sugeriu não deixar de lado as conotações sexuais expostas em músicas como “#GETITRIGHT“, de seu último álbum.

Eu definitivamente adoro sexo. Sou viciada. É um pouco estranho admitir, mas tenho tendência a ser ninfomaníaca. Eu odeio essa palavra“, adiantou Miley. “Mas é a única maneira que eu posso realmente me descrever. Sou viciada em sexo desde que fiz pela primeira vez, aos quatorze anos com meu primeiro namorado.

Quando perguntada, Cyrus afirma que não revelará o nome do namorado, que, segundo ela, também é uma pessoa pública, mas admite que a ocasião foi durante seus dias como Hannah Montana. Literalmente.
Nossa primeira vez foi numa parte que quase ninguém ia no set, enquanto eu gravava meu programa para a Disney“, disse Miley. “Foi muito constrangedor. Eu estava usando uma peruca e as roupas da Hannah. O anel de castidade que tivemos que usar nos anos seguintes parecia uma piada para nós dois.

Por fim, Cyrus revelou que seu próximo álbum deve sair, no máximo, até 2017. “Preciso me certificar de que tudo está perfeito. Não me importo em demorar, sei que meus fãs me apoiariam em tudo“, ela disse, acrescentando que tudo não passava de uma brincadeira feita por um fã-site para outros fãs, em decorrência do primeiro dia do mês de abril, dando risada da cara dos trouxas esclarecendo que era tudo mentira.

Fonte.

Nenhuma das informações acima é verdadeira. A entrevista não aconteceu e Miley nunca disse nada disso. Trata-se apenas de uma brincadeira em comemoração ao “dia da mentira”, que acontece hoje no mundo todo. Pedimos desculpas a quem se sentiu pessoalmente ofendido com a falsa notícia.

Publicada por: Miley Cyrus Brasil
relacionado
18.07.2020
relacionado
01.07.2020
relacionado
28.06.2020
relacionado
12.05.2020
comente a postagem!